12 de jan de 2016

Alimentação e espiritualidade



No Ocidente a comida se tornou um grande culto. E muitas religiões dizem que a comida que se come faz diferença no caminho espiritual.
Então, certa vez, perguntaram a Osho:
Há alguma coisa que você possa nos dizer da comida como um guia para o Ocidente?

E Osho disse:
O que você come não faz muita diferença. Você pode ser vegetariano, mas ser muito cruel e violento; pode ser carnívoro, e ser gentil e amoroso. A comida não faz diferença.
Uma coisa muito importante tem de ser lembrada – se você é violento e sua comida é vegetariana, então sua violência terá de encontrar outro meio de expressão. E isso é natural, pois comendo carne, sua violência é aliviada, liberada.

Aconteceu com Mahavir. Ele veio de uma família guerreira; ele mesmo era da casta dos guerreiros. A violência era fácil para ele. E, então, um esforço profundo de meditação, doze anos de silêncio, mudou a sua essência. Quando a essência mudou, a expressão mudou; quando o ser interior mudou, o caráter mudou. Mas essa mudança de caráter não foi a base, foi uma consequência. Por isso eu lhe digo. Se você se tornar mais meditativo, se tornará automaticamente vegetariano. Não é preciso se preocupar com isso.
Mas achar que a comida vegetariana é boa, através da mente, da argumentação, achar que este tipo de comida vai ajudar você a alcançar a espiritualidade, não vai adiantar nada.
Suas roupas, sua comida, seus hábitos de vida, seu estilo, tudo vai mudar. Mas essa mudança não é básica, é uma consequência.
Se você meditar profundamente e por um longo tempo será impossível ferir para comer. Será impossível. Não será uma questão de raciocínio – haverá uma mudança em seu ser.
Ficará tão absurdo matar animais para comer, tudo ficará tão absurdo que cairá por terra sozinho.
Se você meditar profundamente e por um longo tempo, suas roupas mudarão automaticamente. Aos poucos você começa a gostar de roupas mais folgadas. Quanto mais relaxado você está por dentro, mais folgadas são as suas roupas. E isso acontece automaticamente; não há uma decisão de sua parte. Aos poucos você começa a se sentir desconfortável com roupas apertadas. Roupas justas são próprias de uma mente tensa; roupas folgadas são próprias de uma mente relaxada.
Mas a mudança interna é a primeira coisa, e todo o resto é apenas uma consequência.
Então, não se esqueça: o que você come não faz diferença. O que você é, é um fenômeno totalmente diferente. E quando isso muda, todo o resto muda. Mas essa mudança não vem da mente, e, sim, do mais profundo de seu ser. Então as coisas mudam automaticamente.
Outro exemplo, o sexo desaparecerá aos poucos. Por isso não digo para você ser um celibatário. Isso é tolice, pois se você forçar o celibato, se tornará cada vez mais sexual em sua mente, e ela se tornará feia e suja. Você pensará apenas em sexo e nada mais. Esse não é o caminho.
Não digo para mudar o sexo. Não digo para mudar a comida. Digo para mudar o ser, e então as coisas começarão a mudar.
Por que o sexo é tão necessário? Porque você é tenso. Devido a sua tensão, o sexo se torna um relaxamento, uma liberação. Suas tensões são liberadas através dele, então você se sente relaxado e pode dormir. Se você reprime o sexo, permanece tenso. Onde mais você irá liberar suas tensões?
Se você está se alimentando de carne, sua mente, seu corpo, todo o seu ser está violento. Então essa comida é necessária. Não tente mudar, do contrário sua violência terá de encontrar outro canal.

Osho diz:
Mude a si mesmo, e a alimentação mudará, as roupas mudarão, o sexo mudará. Mas a mudança deve vir de seu ser mais profundo, e não da periferia. E todo o tumulto está na periferia. Lá dentro, no fundo, não há tumulto. E quanto mais fundo você for, mais calma encontrará – nenhuma agitação, nenhuma inquietação... Então surge o relaxamento profundo...
Primeiro vá bem fundo em seu ser aonde não chega nenhuma perturbação. Fique lá. De lá vem toda a mudança, toda a transformação.
Quando você está lá, torna-se um mestre. Então tudo o que é desnecessário pode ser abandonado, e isso pode ser feito sem nenhum esforço, sem nenhuma luta, sem nenhum conflito.

Você simplesmente está completamente relaxado e a transformação acontece.

2 comentários:

  1. Obrigado por nos fazer chegar as mensagens do Osho!

    ResponderExcluir
  2. Sempre tento virar vegetariano. Agora entendi que não adianta forçar nada. Tudo a seu tempo.
    Obrigado

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.