1 de fev de 2016

Sobre Osho

Osho
11 de dezembro de 1931
19 de janeiro de 1990

Osho nasceu em Kuchwada, Madhya Pradesh, Índia, em 11 de dezembro de 1931. Desde a sua mais tenra infância foi um espírito rebelde e independente, desafiando todas as religiões, todas as tradições sociais e políticas aceitas, e insistindo em experienciar a verdade por si mesmo ao invés de adquirir conhecimentos e crenças dados por outros.
Aos vinte e um anos de idade, no dia 21 de março de 1953, Osho se tornou iluminado. Ele comenta sobre si mesmo: "Não estou mais buscando, procurando por alguma coisa. A existência abriu todas suas portas para mim. Nem ao menos posso dizer que pertenço à existência, porque sou simplesmente uma parte dela... Quando uma flor desabrocha, desabrocho com ela. Quando o sol se levanta, levanto-me com ele. O ego em mim, o qual mantém as pessoas separadas, não está mais presente. Meu corpo é parte da natureza, meu ser é parte do todo. Não sou uma entidade separada."
Graduou-se em em Filosofia na Universidade de Sagar com as "Honras de Primeiro Lugar". Quando estudante, foi Campeão Nacional de Debates da Índia e vencedor da Medalha de Ouro. Depois de nove anos limitado pela função de professor de Filosofia na Universidade de Jabalpur, abandonou o cargo para viajar pelo país, dando palestras, desafiando líderes religiosos ortodoxos em debates públicos, desconcertando as crenças tradicionais e chocando o status quo.
No curso de seu trabalho, Osho tem falado praticamente sobre todos os aspectos de desenvolvimento da consciência humana. De Sigmund Freud a Chang Tzu, George Gurdjieff a Gautama Buda, de Jesus Cristo a Rabindranath Tagore... Ele extraiu de cada um a essência do que é significativo na busca espiritual do homem contemporâneo não apenas na compreensão intelectual, mas testando com sua própria experiência existencial.
Ele não pertence a tradição alguma - "Sou o princípio de uma consciência religiosa totalmente nova", diz ele. "Por favor, não me associe com o passado - nem vale a pena lembrá-lo."
Seus discursos para os discípulos e buscadores de todo o mundo foram publicados em mais de seiscentos e cinquenta títulos e traduzidos em mais de trinta línguas. E ele diz: "Minha mensagem não é uma doutrina, não é uma filosofia. Minha mensagem é uma certa alquimia, uma ciência da transformação; assim, somente aqueles que estão dispostos a morrer como são e renascer em algo tão novo que agora nem podem imaginar... somente essas poucas pessoas corajosas estarão prontas a ouvir, porque ouvir será perigoso. Ouvindo, você dá o primeiro passo em direção ao renascimento. Assim, ela não é uma filosofia que você pode simplesmente vestir e gabar a respeito. Ela não é uma doutrina a qual você pode encontrar consolo para questões embaraçosas... Não, minha mensagem não é uma comunicação verbal. Ela é muito mais perigosa. Ela é nada menos que a morte e o renascimento."
Osho deixou o corpo no dia 19 de janeiro de 1990. Apenas algumas semanas antes dessa data, foi-lhe perguntado o que aconteceria com seu trabalho quando ele partisse. Ele disse: "Minha confiança na existência é absoluta. Se houver alguma verdade naquilo que estou dizendo, isso irá sobreviver... As pessoas que permanecerem interessadas em meu trabalho irão simplesmente carregar a tocha, mas sem impor nada a ninguém..." 
"Permanecerei uma fonte de inspiração para meu povo. E é isso que a maioria dos sannyasins sentirá. Quero que eles desenvolvam por si mesmos qualidades como amor, à volta do qual nenhuma igreja pode ser criada; como consciência, que não é o monopólio de ninguém; como celebração, deleite, e que se mantenham rejuvenescidos, com os olhos de uma criança..."
"Quero que as pessoas conheçam a si mesmas, que não sigam as expectativas dos outros. E a maneira é ir para dentro."
Em conformidade com suas orientações, a comuna que cresceu a sua volta ainda floresce em Puna, Índia, onde milhares de discípulos e buscadores se reúnem, durante o ano inteiro, para participar das meditações únicas e dos outros programas lá oferecidos.


Para maiores informações sobre Osho,
favor contatar:
Osho Commune International
17 Koreagon Park
Poona 411 001 (MS) Índia

Site: Osho International


Vídeo / Experiências do Osho International Meditation Resort



Novos textos
(leitura recomendada por Guilherme Jenné)


ZEN Tudo mentiras e absurdos I
ZEN Tudo mentiras e absurdos II
VIDA Viva perigosamente 2


Leia outros textos do Osho - Acesse TEXTOS no menu principal



Meditação da Semana
(recomendada por Osho)
A sabedoria é doçura


Meditação Diária
(recomendada por Osho)
Sammasati - A Descoberta do Buda

6 comentários:

  1. Guilherme,
    Parabéns pela iniciativa. Os ensinamentos do Osho, que conheço das aulas, são muito bons.
    Aquele abraço,
    Arthur

    ResponderExcluir
  2. Na verdade, querido Arthur, temos que entrar num estado de profundo relaxamento e receptividade para tentar nos aproximar da leitura de Osho e, assim, conectarmos sua energia.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, lindo!
    Osho foi um grande presente para a humanidade!

    ResponderExcluir
  4. OSHO está triste, evientemente. Sem arrogância, mas preciso dizer - não é ISSO. Imagino que OSHO estária dizendo: "aproxime-se de si-mesmo, não de minha leitura"; "aproxime-se de si-mesmo, não de minha energia". Fótons de Osho? Diria: "não fui um presente, SOU o presente. Aliás, presente de QUEM? NINGUÉM presenteia e NIGUÉM é presenteado. Não há necessidade DISSO". "Você É luz de si-mesmo. MATE BUDA, MATE-ME e renascerás". Isso, mil vezes ISSO! Ele diria para todos nós: "FELIZ NATAL!" ABRAÇO ao povo de OSHO.

    ResponderExcluir
  5. Desculpe querido anônimo, mas “entrar num profundo estado de relaxamento para nos aproximarmos da leitura de Osho” significa que a maioria das pessoas não entende o que Osho está dizendo, pois a “mente” é totalmente condicionada pelos pais, pela sociedade, pelos sacerdotes e etc... É assim que as doenças são transmitidas de geração a geração e, nesse estado de total inconsciência, não será possível entender Osho - a distância é enorme. E isso é a minha experiência trabalhando com suas técnicas e facilitando grupos vivenciais com suas mensagens há mais de 20 anos, não cópia de livro (conhecimento emprestado).

    Concordo plenamente que o objetivo é “estar com você”; o mestre é não-essencial. Você pode tornar-se iluminado, somente se a sua suposta inteligência não estiver mais interferindo com o seu ser, por isso, recomendo o silêncio, a observação sem nenhuma identificação, sem nenhum envolvimento emocional.

    Na minha leitura, Osho não está triste ou feliz, pois como ele mesmo dizia “num estado de Buda - ser desperto, Iluminado (no qual se encontrava) -, após a morte nos dissolvemos no oceano da existência”. E nesse estado, estamos acima das dualidades da vida.
    Por isso, fique tranqüilo, ele não está triste. Feliz natal e seja você mesmo – apresente-se e seja bem-vindo!

    ResponderExcluir
  6. Osho meditation events lined up this month in Oshodham, Delhi. The dates are as follows – 22 to 26 Sept ‘Osho Neo Sannyas Celebration’ conducted by “Swami Satya Vedant” & “Ma Bodhi Shashi”, 27 to 28 September ‘Meditate Celebrate’ Conducted by Swami Amit Saraswati & Ma Prem Devyani and 29 September to 5 October Conducted by Swami Chaitanya Keerti & Swami Avinash Bharti.

    Osho Rajyoga Meditation Centre
    C-5/44, Safdarjung Development Area
    Website: galleria.oshoworld.com
    New Delhi - 110016

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante para mim. Deixe sua mensagem.